Álbum dos Jogos Sul-Americanos: Ruthy Hellen dos Santos

O Wrestling brasileiro compete de 12 a 14 de outubro os Jogos Sul-Americanos, em Assunção, capital do Paraguai. Vamos conhecer um pouco mais de Ruthy Hellen dos Santos, mais uma figurinha que compõe o “Álbum dos Jogos Sul-Americanos 2022”. A lutadora iniciou no esporte pelo futebol. O primeiro contato com a modalidade veio através do Projeto Atleta Cidadão, da Assecre, de São José dos Campos, São Paulo.

“Saí do futebol que fazia só por diversão para vir para luta. A Assecre me apresentou ao Wrestling e se tornou tão importante na minha vida. Na verdade foi tão surreal o que aconteceu comigo na modalidade, apenas comecei e não parei mais”, afirmou Ruthy, uma das crias de um dos projetos mais vencedores de wrestling do país.

A lutadora passou por todas as categorias etárias até se lesionar seriamente. Um rompimento nos ligamentos do joelho fez Ruthy ficar três anos fora do tapete de lutas. Com a pandemia causada pelo coronavírus, pensamentos de abandonar o esporte povoaram a cabeça da lutadora. Mas sua equipe e sua treinadora Brenda Aguiar não deixaram Ruthy desistir. O melhor ainda estava por vir.

“Durante esse tempo que fiquei afastada tive apoio de todo mundo que treina comigo. Em certos momentos me senti azarada por ficar três anos sem competir. Mas esse ano, retornei com o pé direito e fui campeã brasileira contra a Ana Júlia que treina comigo. Estava perdendo até bem perto do fim, mas contei com um espírito vencedor e consegui vencer. Na Copa Brasil consegui repetir a vitória e ficar com a vaga na categoria 76kg”, explicou Ruthy.

A vaga na categoria 76kg costumava ser da multicampeã Aline Silva, única atleta a conquistar medalha em campeonatos mundiais pelo wrestling brasileiro. Ruthy sabe da responsabilidade de representar o país na mesma faixa de peso de Aline e não esconde que a lutadora, campeã dos Jogos Sul-Americanos 2014, é uma das inspirações de sua carreira.

“Aline foi uma atleta que representou a categoria da melhor maneira possível sempre e é uma das inspirações pra mim. Tento dar o meu melhor, ela sempre vai ser a Aline e para mim é uma honra disputar um campeonato internacional na mesma faixa de peso. Nunca imaginei subir tanto de peso, mas estou aí lutando e sempre buscando o melhor”, afirmou Ruthy.

Depois de representar o Brasil no Pan-Americano Sênior, Ruthy celebrou a chegada da tão sonhada mala do Time Brasil. Ela faz questão de dividir os louros do trabalho com seus companheiros de equipe e afirma o que espera da sua estreia nos Jogos Sul-Americanos de Assunção.

“Estava bem ansiosa para receber a mala, na hora que olhei assim, vi que é fruto de trabalho, e fiquei bem emocionada. Olha o tempo que demorei para chegar aqui. Só tenho a agradeceu a minha treinadora Brenda e a minha equipe de São José dos Campos. Desculpe a palavra, mas eles são f****!”, concluiu Ruthy.

A lutadora Ruthy Hellen dos Santos compete nos Jogos Sul-Americanos no dia 13/10 na categoria 76kg.

Redes Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: