Angel Torres, Pedro Garcia e Nisdany Perez durante o Brasileiro Cadete e Júnior 2021

Angel Torres vê evolução dos estados fora dos grandes centros no Brasileiro Cadete e Júnior 2021

O Campeonato Brasileiro Cadete e Júnior 2021 disputado no último sábado (9/10) na Arena de Lutas Aline Silva, no SESI Cubatão, em São Paulo, coroou os novos campeões nacionais de wrestling e o trabalho nas categorias de base realizado pelo país. Os treinadores da equipe nacional Angel Torres, Pedro Garcia e Nisdany Perez estiveram no evento. Angel gostou do que viu e destacou a evolução dos estados emergentes no cenário nacional como Amapá, que chegou a ter dobradinhos no estilo greco-romano e livre masculino. Mato Grosso com um nova geração de grequistas e o clã Silva do Mato Grosso do Sul com os irmãos Pedro, Paulo e Assíria. Além dos imparáveis, de Atalaia do Norte -AM, sucesso no Regional da Região V e novamente marcando presença no pódio.

“Foi um evento de muita relevância para o desenvolvimento do wrestling brasileiro já que estes atletas representam a base dos futuros resultados. Gostaria de destacar o excelente rendimento dos atletas do Amapá com algumas reapresentações a considerar e dar seguimento, também houveram destaques com os atletas do Mato Grosso e  do Mato Groso do Sul. Atletas do Amazonas, especialmente de Atalaia do Norte, também tiveram bom desempenho. Além dos já estabelecidos nacionalmente como São Paulo e Rio de Janeiro. No geral, os estados demonstraram evolução”, comentou Angel, cubano e treinador no Brasil desde 2008.

O técnico também aproveitou para acompanhar os lutadores que vão disputar os Jogos Pan-americanos Júnior de Wrestling, em Cali, na Colômbia. O Brasil conquistou 10 vagas para o torneio: Igor Queiroz 97kg e Marcos Silva 130kg (estilo greco-romano); Polyanna Araújo 50kg, Assíria Silva 53kg, Meiriele Hora 62kg, Thaissa Ribeiro 68kg e Ana Júlia dos Santos 76kg (estilo livre feminino) e Pedro Silva 74kg, Lucas Imbernom 86kg e Gabriel Silva 125kg (estilo livre masculino). Todos confirmaram o favoritismo e venceram suas respectivas categorias, exceto Assíria Silva, que também subiu ao pódio em sua categoria. Angel também fez questão de elogiar o local da competição.

 

“O torneio também serviu de observação e avaliação do desenvolvimento dos atletas que estão classificados para os Jogos Pan-Americanos Júnior. Gostaria de fazer uma menção especial ao SESI- Cubatão. Um torneio bem organizado e um cenário de muita qualidade para a prática a luta”, concluiu Angel, citando a nova casa do wrestling nacional, inaugurada em agosto deste ano.

Redes Sociais

No images found!
Try some other hashtag or username

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: