William Ribeiro, ao fundo. atento aos movimentos do estilo greco-romano (RuivaFight/CBW)

Árbitro brasileiro é escolhido para apitar Jogos Olímpicos da Juventude

O wrestling nacional conseguiu uma importante vitória fora dos tapetes nesta quarta-feira (9/5), o árbitro William Ribeiro foi pré-convocado para apitar nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018, que acontecem em Buenos Aires, em outubro. William é apenas o segundo árbitro brasileiro a apitar uma edição de Jogos Olímpicos e vê a escolha da United World Wrestling como recompensa pela dedicação ao apito nos tapetes. Ex-atleta, William se dedica há 9 anos ao quadro de arbitragem.

“Recebi a notícia do Eduardo Paz Gonçalves, outro árbitro brasileiro e meu mentor. Foi ele que me incentivou a começar a fazer os cursos de arbitragem e com um ano já estava no quadro internacional. Depois de 5 anos, consegui entrar para categoria internacional e agora veio essa oportunidade. Sinto que é fruto de trabalho duro e competência”, explicou William.

A indicação de William começa a pavimentar o caminho para os Jogos Olímpicos. Além do bom desempenho nas competições internacionais, a United World Wrestling exige uma série de cursos aos juízes para se considerarem aptos a estarem no maior evento esportivo do planeta. Por isso, o amazonense segue a risca as orientações do único árbitro olímpico brasileiro, Eduardo Paz Gonçalves, primeiro árbitro brasileiro a apitar uma luta de wrestling nos Jogos Olímpicos, que teve o nome gritado pelos torcedores no Rio.

“A caminhada para estar em uma edição de Jogos Olímpicos é longa e árdua. Ter o suporte do Eduardo faz toda a diferença e espero colocar. Hoje ele está entre um dos melhores árbitros do mundo, então procuro seguir as orientações dele para poder quem sabe chegar já aos Jogos Olímpicos de Tóquio”, agradeceu William.

Se o árbitro brasileiro já está praticamente garantido, os atletas ainda vão buscar a vaga nos Jogos Olímpicos da Juventude. O Pan-americano da Guatemala acontece acontece de 23 a 25 deste mês e é uma única chance de garantir a vaga. No wrestling feminino campeã e vice-campeã garantem vaga. Já nos estilos greco-romano e livre, apenas o campeão carimba o passaporte para Argentina.

Redes Sociais

  • Aline Silva do de malha com identificao azul JogosSulamericanos2018 TimeBrasil
  • O Wrestling Feminino faturou 4 medalhas! Giullia Penalber foi a
  • Segundo Lugar por Equipes Wrestling Feminino WrestlingFeminino JogosSulamericanos2018 TimeBrasil BrasilWrestling
  • A Confederao Brasileira de Wrestling ao lado das demais Confederaes
  • Os principais atletas de 18 a 20 anos das Amricas
  • Joilson conquista tricampeonato e Brasil ganha quatro medalhas no primeiro

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: