Felipe Godes de vermelho nova geração do wrestling sul-matogrossense

Cinco Regiões no Tapete: sul-matogrossense Felipe Godes e a importância do esporte na escola

A série “Cinco Regiões no Tapete” está de volta com a região centro-oeste. O atleta Felipe Godes é uma das promessas da geração que surge no Mato Grosso do Sul, mais um estado que busca desenvolver o esporte por meio das categorias de base. Felipe foi descoberto em um projeto realizado na escola e começou a lutar em 2015. Embora já tivesse contato com o judô foi no wrestling que o menino se encontrou. A dedicação e o comprometimento o fizeram ser escolhido para participar do Campo de Treinamento Júnior pela Federação do Mato Grosso do Sul para aprender novas técnicas e aprimorar o estilo de luta.

“Comecei em 2015 no wrestling em projeto na Escola Municipal Elpidio Reis quando estava no oitavo ano do ensino fundamental. O professor Jean Nunes, presidente da Federação, foi meu primeiro treinador e desde então segui no esporte. Acredito que por ter um bom preparo físico, e me dedicar ao esporte fui escolhido pela Federação para participar do campo de treinamento “, afirmou Felipe, lutador do estilo livre até 60kg.

Em processo de implementação no estado, o wrestling cresce gradativamente. O local de treinamento de Felipe, CEMTE (Centro Municipal de Treinamento Esportivo) conta com mais de 20 lutadores. Os atletas contam com o auxílio do treinador cubano José David Peñuela, responsável pelos treinos de Felipe atualmente. O lutador que foi vice-campeão da seletiva para o Gymnasiade, torneio internacional escolar disputado no Marrocos em 2018, sabe que ainda tem muito a evoluir dentro e fora dos tapetes de luta.

“Depois que a passei a treinar wrestling aprendi a ter mais respeito com outras pessoas. Poder participar do Campo de Treinamento foi muito bom e espero colocar em prática tudo que aprendi com o professor George Kalchev”, contou Felipe, que tem como melhor resultado nacional um quarto lugar no Brasileiro Cadete.

Além de Felipe, nomes como Assíria Silva e Amanda Leal também são boas apostas do estado no wrestling feminino. Os outros estados da região também crescem a olhos vistos. Goiás, estado que revelou, Lais Nunes e Kamila Barbosa vai ter a atleta Keila Calaça no Pan-americano de wrestling 2019. O Mato Grosso revelou Guilherme Porto, campeão pan-americano escolar, e Igor Queiroz, que representou o país nos últimos Jogos Olímpicos da Juventude em 2018. O Distrito Federal é outro a trabalhar forte na base com revelações como Ana França, campeã brasileira júnior, Geovânia Marques entre outros atletas que começam a despontar no cenário nacional.

 

Redes Sociais

  • A Confederao Brasileira de Wrestling ao lado das demais Confederaes
  • Os principais atletas de 18 a 20 anos das Amricas
  • Joilson conquista tricampeonato e Brasil ganha quatro medalhas no primeiro
  • cbwoficial e uwwbeachwrestling
  • Presidente pedrogamafilho com o vencedor da melhor queda do evento
  • Happy wrestling day! Feliz dia do Wrestling!

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: