CRITÉRIO OLÍMPICO – CICLO 2019/20 - CBW

CRITÉRIO OLÍMPICO – CICLO 2019/20

CRITÉRIO OLÍMPICO – CICLO 2019/20

INTRODUÇÃO
No ano de 2020 teremos a classificação e participação nos Jogos Olímpicos Tóquio-2020.

Visando a mais justa seleção e melhor preparação de nossos atletas, este critério foi feito buscando oportunizar a participação do maior número de atletas nacionais de acordo com os calendários de competições internacionais e nacionais, os prazos de inscrição, o período de treinamento e a avaliação das melhores chances de classificação e resultado.

OBJETIVO
Identificar o grupo de trabalho do ciclo 2020 e preparar as equipes nacionais para os pré-olímpicos

PERIODIZAÇÃO

A) Participação na primeira etapa da classificatória Olímpica. AGO-SET 19
B) Seleção dos atletas nacionais. NOV 19 – JAN 20
C) Participação na segunda e terceira etapa da classificatória Olímpica. FEV – ABR 20
D) Treinamento pré olímpico MAI – JUL 20
E) Participação nos Jogos Olímpicos TÓQUIO. AGO 20

CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO
A) Participação na primeira etapa da classificatória Olímpica.

Após observações durante os Campeonatos brasileiros, Campeonatos Pan-americanos e Torneios internacionais, a CBW irá participar do Campeonato Mundial 2019, com 4 atletas que tiveram resultados internacionais e que demonstram reais chances de conquista de vagas nessa etapa. Outros atletas, desde que campeões brasileiros ou do Trials, podem participar com recursos próprios.

B/C) Seleção dos atletas nacionais e participação na segunda e terceira etapa da classificatória Olímpica. Para os pré-olímpicos continental e mundial, a CBW irá selecionar da seguinte forma: O campeão da CBI-Copa Brasil Internacional 2019 (Dias 5 a 8 de Dezembro, em Natal-RN), será considerado o novo titular da categoria. Após analise técnica e de acordo com os recursos disponíveis, a CBW irá selecionar aquelas categorias em que irá custear o atleta para participação nos eventos pré-olímpicos (Continental e Mundial). Nessas categorias será realizada a seletiva TRIALS 2020, entre o campeão do TRIALS 2019, o campeão brasileiro 2019 e o campeão da CBI-Copa Brasil Internacional. Caso um mesmo atleta seja o campeão desses três torneios, automaticamente ele será o titular. O campeão do TRIALS 2019 enfrenta o campeão brasileiro e o vencedor desse confronto luta pela vaga contra o atual titular.

Nas demais categorias, o titular que terá o direito de representar o Brasil nos torneios pré-olímpicos, desde que com recursos próprios. O TRIALS 2020 será realizado dia 11 de Janeiro e local a ser divulgado.

D/E) Treinamento pré olímpico e Participação nos Jogos Olímpicos TÓQUIO-2020. O atleta que conseguir a classificação do Brasil nos Jogos Olímpicos TÓQUIO-2020, será o titular para participar dos Jogos. Em caso de lesão, incapacidade técnica ou problema disciplinar, a CBW poderá convocar um outro atleta entre os participantes das eliminatórias já listadas para substituir o atleta afastado. A CBW irá divulgar o calendário de treinamento e competições pré-olímpicas após a UWW atualizar o calendário internacional.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES

Todos os atletas devem estar quites com a CBW (anuidades e participação)

– Os atletas titulares, não convocados, que desejarem ir aos Campeonatos internacionais, deverão se manifestar 45 dias antes do Campeonato, com a garantia de participação.

– A participação dos atletas no CBI – Copa Brasil Internacional 2019, deve ser através de sua Federação e com recursos de acordo com o regulamento da Competição.

– Os atletas classificados como titular e/ou para o TRIALS 2020, devem trazer o ATESTADO MEDICO modelo UWW (pode ser encontrado no site da CBW ou da UWW), devidamente preenchido e assinado pelo atleta e pelo medico.

 – Para requerer um atestado medico da CBW, todos os atletas devem trazer os exames solicitados (com validade de 6 meses): AVALIAÇÃO CARDIOLÓGICA (EQG+ECO) e EXAME DE SANGUE (hemograma completo, glicose, uréia creatinina, tgo/tpg e ck)
* Os atletas da atual seleção titular já podem entregar os exames solicitados ao Depto. médico da Confederação para análise prévia.

-Todos os atletas que aceitarem a convocação, terão que OBRIGATORIAMENTE assinar o termo de compromisso do atleta, termo de viagens e de termo de cessão de imagem.

-Durante as viagens e convocações, todos atletas devem respeitar as normas de utilização do uniforme da CBW, do uso da marca do patrocinador, dos limites de bagagem das cias aéreas e acatar todas as instruções dos chefes de equipes e dirigentes da CBW.

– Todos os membros da delegação, devem cumprir com suas obrigações e responsabilidades estipuladas pelo chefe de equipe, tais como: Horários, entrega de documentação, guarda de tickets de viagem, etc…

– Os treinadores, assim como a equipe multidisciplinar que acompanhará a delegação, serão selecionados pela direção da CBW em cada convocação · O atleta que possuir patrocínio próprio ou de seu clube, e quiser participar de alguma competição internacional, deverá cumprir com as mesmas obrigações de todos os atletas.

– Os atletas que não puderem participar ou se apresentar na convocação, deve encaminhar a CBW, por escrito o motivo da ausência com a justificativa e laudo medico se for o caso. Cada caso será analisado individualmente.

– O membro da delegação que necessitar um documento de dispensa para estudo ou trabalho, deve solicitar à CBW com antecedência mínima de 10 dias. O não cumprimento deste regulamento pelos membros da delegação pode acarretar em punição que vai desde uma advertência, desligamento ou até a suspensão de futuras convocações por tempo determinado.

Os técnicos envolvidos são: – Angel Aldama (treinador- chefe), Pedro Garcia e Nisdany Concepcion.

Este documento pode ser alterado a qualquer momento, sendo válida esta última versão publicada em 20/08/2019.

Flavio Cabral – Coordenador de seleções
Paulo Roberto Fonseca – Coordenador técnico
R. Leitão – Superintendente