Edson Júnior em ação no Brasileiro Júnior 2018 (RuivaFight/CBW)

FERAS DO PAN JÚNIOR 2018: Edson Júnior, DNA paraibano vencedor

A série “Feras do Pan Júnior” viaja até a Paraíba. Edson Júnior vai representar o estado e o Brasil na categoria até 77kg do estilo greco-romano. O lutador de apenas de 17 anos é um dos mais jovens da delegação e começou no wrestling em 2014 ao lado do meio-irmão Michael, também classificado para o Pan Júnior 2018. Oriundo do judô, o atleta foi apresentado wrestling e aos treinadores Renato Fonseca e Walter Junio. A partir daí não parou mais. Além de ter se identificado com a modalidade, logo na primeira competição o paraibano mostrou que teria sucesso no esporte. A conquista da medalha de bronze era certeza de que Edson viria para ficar.

“Foi nos Jogos Escolares 2014, ganhei a seletiva na Paraíba e conquistei a medalha de bronze para o estado logo no primeiro torneio que disputei. Depois desse torneio peguei gosto de vez e venho me dedicando bastante para um dia poder representar o Brasil nos Jogos Olímpicos. Estou acordando às 5h para treinar para poder representar bem meu estado e o Brasil”, revelou Edson, medalha de ouro no Campeonato Brasileiro Cadete 2016 e campeão brasileiro júnior 2018.

Ao acordar, Edson aprimora a parte física antes de ajudar o padrasto em uma loja de assistência técnica de telefones celulares. Depois, hora de ir para escola no período da tarde. Ao fim das obrigações com os estudos a tão esperado momento de treinar  wrestling e finalizar o dia na musculação. O esforço e dedicação não se resume apenas ao jovem. Mais três companheiros de treino vão representar a Paraíba e o Brasil no Pan. O irmão Michael, Fábio Rodriguês e a Nikeli Oliveira, no wrestling feminino. Para Edson, o segredo está no trabalho do treinador Walter Junio e na união da equipe.

“A gente se ajuda muito. Todos nós estamos evoluindo e treinando junto. O Fabio como já viajou um pouco mais e tem um pouco mais de experiência dá conselhos e é uma alegria muito grande poder competir ao lado deles neste Pan-americano. Um colabora com o outro principalmente para que não haja erro nenhuma nas competições e estamos muito felizes mesmo com  essas quatro vagas”, comemorou Edson, o caçula entre os paraibanos e que vai completar 18 anos em setembro.

O grequista estreia em competições internacionais. Além de vencer o Brasileiro, Edson também já venceu a Copa Natal, competição anual e já tradicional do calendário nacional, que este ano será disputada dia 25 de agosto, uma semana depois do Pan, na capital do Rio Grande do Norte. Mesmo com o destacado desempenho nacional, Edson acredita que tanto ele quanto os colegas poderiam estar em um nível ainda mais elevado. A falta de investimento, principalmente de patrocinadores locais, limita o crescimento dos atletas paraibanos. Por isso, Edson quer aproveitar ao máximo a experiência do Pan.

“Infelizmente todo o esporte brasileiro passa por dificuldades. Aqui na Paraíba não é diferente, muitas vezes falta apoio para competirmos em torneios fora do Nordeste e nem todo mundo consegue bancar passagem e hospedagem. Para o Pan-americano, vamos ter o apoio da CBW em nosso transporte e estadia. Todos estão indo com muita vontade de trazer uma medalha para a Paraíba e para o Brasil”, encerrou Edson.

Como torcer para Edson Júnior no Pan-americano Júnior de Wrestling 2018:

Categoria: até 77kg do estilo greco-romano
Dia da luta: 17/08
Local: Centro de Formacao Olimpica do Nordeste Av. Alberto Craveiro s/n, Castelao, Fortaleza – Ceara
Horário:  Eliminatórias 10h às 15h e finais 18h às 20h30
Assista ao vivo no link: Pan Júnior de Wrestling 2018

O Pan-americano Júnior 2018  é uma realização da United World Wrestling das Américas, Confederação Brasileira de Wrestling e SESPORTE – Secretaria de Esportes do Estado do Ceará.

Redes Sociais

  • Las Nunes do de malha com identificao azul JogosSulamericanos2018 TimeBrasil
  • Aline Silva do de malha com identificao azul JogosSulamericanos2018 TimeBrasil
  • Aline Silva do de malha com identificao azul JogosSulamericanos2018 TimeBrasil
  • O Wrestling Feminino faturou 4 medalhas! Giullia Penalber foi a
  • Segundo Lugar por Equipes Wrestling Feminino WrestlingFeminino JogosSulamericanos2018 TimeBrasil BrasilWrestling
  • A Confederao Brasileira de Wrestling ao lado das demais Confederaes

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: