Grabriela celebra conquista do Brasileiro Júnior (RuivaFight/CBW)

Feras do Pan Júnior 2018: Grabriela Rocha e a alquimia das vitórias

A série “Feras do Pan Júnior” viaja até São Paulo para trazer um pouco mais de Grabriela Rocha, representante brasileira no Pan-americano Júnior de Wrestling 2018, categoria até 68kg do wrestling feminino. Em um primeiro momento pode parecer erro de digitação, mas Grabriela é o nome de registro da paraense de Belém, radicada em São Paulo. A jovem explica a razão da grafia diferente do seu nome e conta que sempre lidou bem com a raridade de seu nome e nunca sofreu bullying.

“Foi um erro do cartório e ficou. Se alguém fez alguma piada com o intuito de aborrecer, não sei, sempre lidei bem com as piadas. As pessoas mais próximas exijo que chamem Grabriela. Aí no lugar de Gabi que é o apelido de quem se chama Gabriela, geralmente chamam Grabs. Não pretendo mudar o nome até porque não conheço muitas Grabrielas” , brincou.

Antes de começar no wrestling, Grabriela fez judô e jiu-jitsu quando morava em Campos do Jordão. Atualmente treina na recém criada equipe da Universidade de Campinas (Unicamp) e também na Academia Calasans, em São José dos Campos. Grabriela ingressou este ano no curso de Química da Unicamp e tem colecionado conquistas dentro do tapete também. Em 2016, a lutadora faturou o título no Brasileira cadete e nos anos seguintes o bicampeonato brasileiro júnior (2017 e 2018).

“Sempre gostei das ciências exatas e resolvi fazer Química pois sempre tive excelentes professores dessa matéria. Costumo treinar na equipe da Unicamp que é nova e também fazer musculação. Também treino na Academia Calasans, onde o treino possui um nível técnico maior por conta das meninas da seleção sênior”, comentou Grabriela, 18 anos.

O retrospecto nas ultimas competições nacionais são um bom indicativo para o desempenho da atleta no Pan. Mas Grabriela mantém os pés no chão. Por ser a primeira competição no wrestling internacional, a paraense pretende aproveitar as experiências proporcionadas pelo torneio. Mas quer deixar bem claro que não vai para Fortaleza para passear.

“É a primeira vez que vou representar o Brasil em um Pan-americano. Acredito que essa experiência ampliará meu currículo e espero conquistar um pódio. Acredito que as minhas vitórias  até aqui não só na luta mas em outras áreas da minha vida foram conquistadas com muita confiança. E é em Deus onde está a minha confiança”, projetou Grabriela.

Como torcer para Grabriela Rocha no Pan-americano Júnior de Wrestling 2018:

Categoria: até 68kg do wrestling feminino
Dia da luta: 18/08
Local: Centro de Formação Olímpica do Nordeste Av. Alberto Craveiro s/n, Castelão, Fortaleza – Ceará
Horário:  Eliminatórias 10h às 15h e finais 18h às 20h30
Assista ao vivo no link: Pan Júnior de Wrestling 2018

O Pan-americano Júnior 2018  é uma realização da United World Wrestling das Américas, Confederação Brasileira de Wrestling e SESPORTE – Secretaria de Esportes do Estado do Ceará

Redes Sociais

  • Aline Silva do de malha com identificao azul JogosSulamericanos2018 TimeBrasil
  • O Wrestling Feminino faturou 4 medalhas! Giullia Penalber foi a
  • Segundo Lugar por Equipes Wrestling Feminino WrestlingFeminino JogosSulamericanos2018 TimeBrasil BrasilWrestling
  • A Confederao Brasileira de Wrestling ao lado das demais Confederaes
  • Os principais atletas de 18 a 20 anos das Amricas
  • Joilson conquista tricampeonato e Brasil ganha quatro medalhas no primeiro

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: