Grequistas brasileiros conquistam três medalhas no Pan-americano de Wrestling 2017

Grequistas brasileiros conquistam três medalhas no Pan-americano de Wrestling 2017

 Joílson Júnior é prata na categoria até 66kg. Davi Albino e Ângelo Moreira conquistam bronze, e Brasil fica em terceiro no lugar por equipes no estilo greco-romano

A equipe brasileira conquistou três medalhas no primeiro dia de finais do Pan-americano de Wrestling 2017, disputado no ginásio do Centro Pan-americano de Judô, em Lauro de Freitas, Bahia. Joílson Júnior, 19 anos, conquistou a medalha prata na categoria até 66kg. Já Ângelo Moreira até 75kg e Davi Albino até 98kg faturaram a medalha de bronze em suas respectivas categorias. A equipe brasileira do estilo greco-romano terminou a classificação geral em terceiro lugar, atrás de Cuba, segundo lugar  e dos Estados Unidos, campeões do tradicional estilo.

“Para um primeiro campeonato na categoria sênior (adulto), acho que a prata foi um bom resultado. Lutei tranquilo e me senti bem em todas as lutas. Davi e Ângelo também medalharam e conseguimos ficar em terceiro lugar por equipes. Ainda temos muitas competições até Tóquio-2020, mas começar a primeira competição do ano pódio mostra que estamos no caminho certo”, explicou Joílson, natural de Niterói, município do Rio de Janeiro.

Joílson Júnior venceu os dois primeiros confrontos contra o equatoriano José Betancourt ( 5 x 0) e depois Gorge Batis (10 a 1 ).  Na final, o brasileiro enfrentou Miguel Palacios, representante cubano nos Jogos Olímpicos do Rio na categoria, que venceu por superioridade técnica (8 a 0) e  garantiu o bicampeonato pan-americano.  Já Davi Albino venceu a primeira luta por encostamento sobre Oscar Loango, mas caiu na semifinal contra o venezuelano Luillys Mora (8 a 0). Davi disputou a medalha de bronze e venceu por superioridade técnica (8 a 0), o guatemalteco Lester Calderon. A medalha de ouro ficou com o vice-campeão olímpico e agora tetracampeão pan-americano Yasmani Lugo, de Cuba.

Já Ângelo Moreira não conseguiu superar o mexicano Juan Escobar (0 a 8) na semifinal, mas voltou para disputa do terceiro lugar em grande estilo.  O brasileiro aplicou uma queda de cinco pontos, quando o atleta consegue projetar o rival de costas no solo com um arco perfeito. O golpe abriu caminho para vitória por 8 a 0 sobre o dominicano Carlos Palmer e arrancou aplausos dos torcedores.

“Foi a técnica mais bonita que realizei em uma competição de nível internacional. Fiquei muito feliz com essa medalha e gostaria de agradecer aos meus companheiros de treinos, os treinadores Flávio Cabral, Felipe Macedo e Angel Torres Aldama e dedicar este bronze para minha mãe Edna e para minha namorada Tamires pela conquista. A equipe como um todo fez uma boa competição e isso mostra que  vale a pena treinar todos os feriados e finais de semana”, concluiu Ângelo Moreira, que pela primeira vez medalhou na atual categoria.

Os outros seis integrantes da equipe brasileira tiveram boas colocações. Kenedy Pedrosa terminou em 5º lugar até 71kg, Calebe Correa em 8º lugar até 59kg, André Pinto foi 6º colocado até 80kg, Ronisson Brandão 7º lugar até 85kg e Antônio Henriques 8º até 130kg. Ainda nesta sábado (6/5), às 14h acontecem as eliminatórias e finais do wrestling feminino. No domingo, mais oito atletas brasileiros do estilo livre competem a partir das 10h, horário de Brasília.

Confira a classificação de cada atleta brasileiro por categoria:
Joílson Júnior – 2º lugar até 66kg
Ângelo Moreira – 3º lugar até 75kg
Davi Albino – 3º lugar até 98kg
Kenedy Pedrosa – 5º lugar até 71kg
André Pinto – 6º lugar até 80kg
Ronisson Brandão – 7º lugar até 80kg
Antônio Henrique dos Santos – 8º lugar até 130kg
Calebe Correa – 8º lugar até 59kg

Foto 1: Pódio dos grequistas Davi Albino, Joílson Júnior, os treinadores Angel Torres Aldama e Felipe Macedo e o Ângelo Moreira

Foto 2 – Davi Albino contra o colombiano Oscar Loango
Crédito – Mayara Ananias

Redes Sociais

  • Las Nunes do de malha com identificao azul JogosSulamericanos2018 TimeBrasil
  • Aline Silva do de malha com identificao azul JogosSulamericanos2018 TimeBrasil
  • Aline Silva do de malha com identificao azul JogosSulamericanos2018 TimeBrasil
  • O Wrestling Feminino faturou 4 medalhas! Giullia Penalber foi a
  • Segundo Lugar por Equipes Wrestling Feminino WrestlingFeminino JogosSulamericanos2018 TimeBrasil BrasilWrestling
  • A Confederao Brasileira de Wrestling ao lado das demais Confederaes

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: