Aline Silva em ação contra Adeline Gray no Mundial de 2014 (Martin Garbor/United World Wrestling)

Lalovic parabeniza Aline Silva por prêmio e diz: “Ela é o tipo de liderança feminina que queremos no nosso esporte”

A United World Wrestling (UWW), entidade máxima do wrestling no mundo, parabenizou Aline Silva pela conquista do prêmio de mulher do ano em 2018. O presidente da UWW Nedad Lalovic não poupou elogios à brasileira e se mostrou com o exemplo de Aline dentro e fora dos tapetes. Aline venceu o prêmio United World Wrestling Women and Sport Award 2018, ou seja foi eleita a Mulher do Ano no Wrestling pelo trabalho realizado fora dos tapetes no desenvolvimento do wrestling feminino no Brasil e no Mundo.

“Nós estamos muito orgulhosos pela Aline”, disse o president da United World Wrestling,  Nenad Lalovic. “Ela é o tipo de liderança feminina que queremos no nosso esporte. Suas vitórias no tapete estão causando um grande impacto com as meninas mais novas. Estamos honrados de entregá-la este prêmio”.

Aline Silva receberá dez mil dólares da United World Wrestling e deve contratar um técnico e um professor de inglês para ajudar a ensinar as 60 meninas em Cubatão, São Paulo. O projeto beneficente também incluirá aulas semanais com temas como liderança, desenvolvimento pessoal, e direitos femininos.

“Eu acho que é importante você querer algo grande para você e para os outros” disse Silva. “E para essas meninas eu quero mostrar o que é ter um objetivo e como se esforçar por ele todos os dias. Eu sei que se esforçar para alcançar um objetivo todos os dias significa que você vai fazer seus sonhos se tornarem realidade!”, explicou Aline Silva.

Em março deste ano, a brasileira tirou do papel seu próprio projeto chamado Mempodera, depois de participar do Global Sports Mentoring Program, que faz parte do Peace, Sport and Society Program da Universidade do Tennessee. Durante seis semanas no local, Aline criou um plano de ação para “empoderar” as mulheres brasileiras através do esporte, e também buscou informações sobre como melhorar o seu novo projeto.

“Eu quero agradecer ao presidente Lalovic e a todos da United World Wrestling por todo o ótimo trabalho na promoção do wrestling feminino e igualidade de gênero”, agradeceu Aline.

Apesar de estar ocupada com o programa beneficente e com as aulas para as crianças, Aline não está diminuindo o ritmo nos tapetes. ainda está treinando full-time e espera competir no Campeonato Mundial 2016, em Budapeste, Hungria. O objetivo da brasileira é conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos de 2020 em Tóquio.

***Informações da United World Wrestling.

Redes Sociais

No images found!
Try some other hashtag or username

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: