Pan Júnior: Brasil fatura mais duas medalhas

Depois da prata de Diego Romanelli conquistada no primeiro dia de competição durante o estilo Greco romano, hoje (10) foi a vez das meninas do Brasil competirem na Luta feminina e faturarem mais duas medalhas: Dailane Gomes foi prata na categoria 63 Kg, enquanto Laís Nunes ficou com o bronze na 55 Kg.

Flavio Cabral, Coordenador de seleções da CBLA, está na Nicarágua acompanhando os atletas na competição e conta como foram as duas conquistas.

“Dailane fez a primeira luta da competição contra a atleta da casa onde com menos de um minuto fez uma técnica de 3 pontos e encostou a adversária. No segundo combate, Dailane repetiu a dose contra o México e também venceu por encostamento. A terceira luta foi contra os EUA e Dailane teve uma batalha pela frente: após perder o 1° round por 3×1, Dailane venceu o 2° virando no finalzinho. No terceiro e decisivo round, a americana começou fazendo 2×0. Em seguida, Dailane empatou, tentou quedar e tomou o contragolpe, os ábitros deram o ponto para ela e o técnico dos EUA pediu o vídeo. Visto o replay o placar ficou 5×3 para os EUA faltando apenas 30 segundos. O que parecia impossível aconteceu: a nossa atleta colocou a adversária para fora e chegou no 5×4, faltando uns 15 segundos, Dailane fez outra entrada e fechou a peleja por 6×4. Na luta pelo o ouro, Dailane foi superada pelo Canadá (3×1 e 7×1) e ficou com a prata, já que a atleta americana tinha perdido para a canadense”, relata Cabral.

“Já a Laís começou vencendo a Venezuela de virada nos dois rounds. Em seguida, foi a vez de enfrentar os EUA, outro teste para cardíaco: a luta aconteceu no mesmo momento em que a Dailane lutava com a americana e a Laís venceu o primeiro round por 7×1. No segundo, vencia por 2×0 e acabou surpreendida por um “bombeiro” quando faltavam apenas 12 segundos e acabou encostada. Só nos restava brigar pelo bronze e foi o que ela fez, entrou contra o Canadá na sua forma característica e venceu com méritos, encostando após um contra ataque ficando com a honrosa medalha de bronze. Saldo de duas medalhas…ainda não foi dessa vez que o ouro, mas esperamos que venha com o Vinícius no estilo Livre, espera dar a notícia do ouro para vocês”, finaliza Flávio Cabral.

Na pesagem do estilo Livre, Vinícius Monteiro ficou conhecendo seu primeiro adversário da categoria 74 Kg, a Venezuela. Se vencer encara o vencedor de México x EUA. Fique ligado em mais notícias a qualquer momento aqui no blog da CBLA.

Redes Sociais

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: