Saúde em primeiro lugar e sem pressa para retornar aos treinos em equipe e competições

Em virtude do isolamento causado pela COVID-19, uma pergunta vem povoando a cabeça dos atletas e treinadores de Wrestling de norte a sul do país. Como os atletas vão se preparar adequadamente para as competições assim que acabar a pandemia?

Embora a normalização dos treinamentos e competições não pareça próxima é fundamental priorizar a saúde de atletas, técnicos e profissionais envolvidos do wrestling. Alinhado com a United World Wrestling (UWW), entidade máxima do esporte e com o Comitê Olímpico do Brasil (COB), a Confederação Brasileira de Wrestling esclarece que segue trabalhando em um calendário tão logo os Órgãos de Saúde e Governantes locais permitam a realização de torneios. A UWW sinalizou que não pretende realizar competições continentais antes do mês de outubro, em seu cenário mais otimista.

Em consonância com a entidade que rege a modalidade e inserida neste cenário otimista, a CBW não pretende realizar campeonatos antes da segunda semana do mês de setembro, na melhor das hipóteses. Portanto, é importante frisar que embora cidades ou estados possam vir a afrouxar o isolamento, a pressa e aumento da carga de treinos exagerada não é recomendada. Novas datas para os campeonatos adiados e a manutenção dos campeonatos programados para os meses finais de 2020  serão comunicados com o máximo de antecedência possível. Antes de confirmar seu calendário, é necessária que a UWW defina novas datas dos torneios internacionais, além da anuência do Comitê Olímpico do Brasil e Órgãos do Governo como o Ministério da Saúde.

Pensando no processo de volta aos treinos e preocupado com o bem estar dos atletas do wrestling nacional, o treinador-chefe do wrestling nacional Angel Torres, que já desenvolveu um plano de treinamento emergencial para o período de isolamento, explica abaixo como deve ser o processo de retorno ao treinamento e o período recomendado para que o atleta consiga chegar em sua melhor forma física e técnica para as competições futuras.

Treinamento e  volta às competições
A planificação do treinamento é a organização de tudo o que acontece nas etapas da preparação do lutador; é o sistema que relaciona os momentos de preparação e competição. Implícitos na planificação do treinamento dos lutadores se encontram os diferentes componentes da preparação. Os componentes de preparação são todos os elementos ou atividades que se desenvolvem dentro de um processo de treinamento e que vão determinar o nível de adaptação dos atletas às diferentes cargas de treino, além de representar um fator fundamental no desenvolvimento das diferentes capacidades físicas, técnico-táticas, psicológicas e no rendimento competitivo. Toda esta atividade física está baseada nas capacidades motrizes que se dividem em três grupos fundamentais: Condicionais, Coordenativas e a Mobilidade. O rendimento vai se comportar de diferentes formas nos atletas, de mesma idade, sexo, nível de preparação, peso corporal e vai depender fundamentalmente de uma adequada quantificação das cargas de treinamento e do estado funcional do organismo.

As capacidades motoras se manifestam através das qualidades físicas e especialmente de suas combinações. O lutador deve desenvolver todas as capacidades físicas: Rapidez, Resistência, Força, Coordenação, Mobilidade, e etc. Desta forma, ao determinar os meios e métodos da preparação se faz necessário ter em conta a influência seletiva do exercício, assim como o tempo necessário para seu desenvolvimento dentro da planificação do treinamento. Cada uma destas capacidades tem suas próprias características.

Então podemos ver, por exemplo, que as capacidades de Rapidez e Velocidade são as que mais rápido desaparecem e que são mais difíceis de desenvolver. É necessário de 6 a 8 semanas para seu desenvolvimento em uma periodização tradicional e entre 4 e 5 semanas para seu desenvolvimento em um sistema de cargas concentradas. As capacidades de Resistência permanecem mais tempo antes de se perderem, mas também precisam de várias semanas para seu desenvolvimento. Assim necessitam de 8 a 12 semanas para seu desenvolvimento em uma periodização tradicional de 3 a 4 semanas para seu desenvolvimento em um sistema de cargas concentradas.

Podemos entender então que após um período de inatividade parcial ou relativa dos treinamentos, sem dúvidas, se faz necessário um período de preparação para voltar a alcançar níveis que permitam aos atletas voltarem às competições, Este período levando em consideração o desenvolvimento das principais capacidades físicas implícitas nos diferentes componentes da preparação do lutador, geralmente pode ter uma duração entre 6 e 12 semanas dependendo do tipo de planificação e  nível dos atletas.

Redes Sociais

  • No TBT do estilo grecoromano Paulo Listik pauloarthurflistik executa projeo
  • No TBT do estilo livre feminino Letcia Gonalves legoncalves99 e
  • No TBT do estilo livre Pedro Silva pedrosiiilva fazendo fora
  • No TBT do Beach Wrestling Feminino Brenda Aguiar brendaaguiar03 em
  • No TBT do Beach Wrestling Masculino parte da equipe nacional
  • A CBW conquistou mais uma importante vitria para a luta

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades: